O tema da Educação entre 1975 a 1980

MICHEL FOUCAULT: O FILÓSOFO DA HETEROTOPIA

Situando o pensamento do autor

A produção intelectual de Michel Foucault é frequentemente caracterizada pela seguinte divisão: período da arqueologia, genealogia e ética. Não pretendo aqui, problematizar as polêmicas que envolvem tal classificação, apenas situar o leitor na temática que desenvolvo. A metodologia arqueológica, principais obras da década de 60, encarrega-se de analisar historicamente a constituição dos saberes, fazendo uma Ontologia histórica de nós mesmos em relação a verdade que nos constitui como sujeitos de conhecimento. Na análise genealógica, principais obras da década de 70, o olhar foucaultiano dirige-se para a questão do poder, esse trabalho marca uma Ontologia histórica de nós mesmos em relação ao poder que nos constitui como sujeitos de ação. Já no período da ética, com a publicação dos três volumes da História da Sexualidade, o projeto de Foucault problematiza a subjetividade moderna a partir da constituição de um sujeito ético, essa fase caracteriza-se como uma…

Ver o post original 524 mais palavras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s